Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog Restart

A Restart é um centro de formação profissional que constitui um espaço único de formação, produção e animação cultural em Lisboa.

Conferência Brands Like Bands

 

No passado dia 10 de Novembro, decorreu na Restart, a Conferência “Brands Like Bands”. Num auditório praticamente esgotado Sílvia Pouseiro e Fernando Barros, organizadores do evento, deram inicio à conferência cujo objectivo era promover o debate de temáticas actuais de Marketing, nomeadamente a força das marcas musicais: bandas e músicos.

 

Fernando Barros, da Brands Like Bands, deu início à conferência analisando a marca Rolling Stones, marca cuja facturação, segundo a revista Fortune, ascende os 1000 milhões de dólares, sendo por isso considerada uma das maiores Superbrands do Mundo.

 

 

 

Lançado o tema da conferência, António Câmara, CEO da Ydreams, foi o primeiro do painel de convidados e apresentar o seu ponto de vista sobre este tema descrevendo as que são para si as principais características de um bom marketter. Tudo se resume a ser um “bom contador de estórias”, para cativar e prender a atenção do público tem de saber contar uma estória.

 


Do painel de convidados interveio ainda Carlos Coelho, fundador e CEO da Ivity Brand Corp, que através de imagens e diversas analogias com outras marcas e até casas de banho, justificou como uma banda se torna muito mais eficaz a conquistar o público quando se torna uma marca.
 


A conferência seguiu para uma conversa em jeito de mesa redonda entre os anteriores intervenientes e ainda Rita Redshoes (música) e Nuno Gonçalves (músico, The Gift). Agora com representantes de ambas as áreas, a discussão foi intensa. Enquanto marketters defendem que a marca é importante para que uma banda se destaque aos olhos do público, músicos defendem que uma banda quando se forma não tem uma marca e que esta nunca é uma questão pensada ou debatida. Para os músicos existe apenas visão da banda como paixão, enquanto aos olhos de Carlos Coelho e de Francisco Barros uma banda é sempre uma marca a partir do momento em que se forma e que escolhe um nome, criando uma identidade que contribui para a fidelização do público em torno da banda.

 



 

 


A conversa e debate de ideias prolongaram-se ao longo da tarde e com bastante intervenção do público. Terminou com o concerto da YBand.


 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.